segunda-feira, 17 de março de 2008


Um comentário:

Puetalóide disse...

É impressionante a leveza com que falas de desejos e pretensões.
Consegues dizer em forma de poesia o que muitos não conseguiria fazer
aos berros ou em forma de pregão.