terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Pastoreei tuas flores secretas
simples, tépida sem um pingo de sono
dispensei visitas
fiz planos de amor
nos levei para além das estrelas antigas
e com asas de rendas que alteiam as nuvens
persisti no alento do verbo ESPERANÇAR
fez-se tudo silêncio de espuma...

...sonhadora e branda
vou continuar.

3 comentários:

Marina disse...

Minha flor, beijos com cheiro de chuva de minha Belém do Para pra voce...

Marina

mural do ajosan disse...

lindo pastorear de poemas, poetisa; escreves muito bem; parabéns e abraços.

Zenilda Lua disse...

Meus dois queridos amigos

Marina e Afonso

Uma montanha de afeto e gratidão.
Perseguiremos o amor até a última gota de encanto.
beijos na alma de cada um.