quinta-feira, 6 de maio de 2010

Coisa materna

Depois de você fiquei mais completa
serenei-me.
Cuidei mais do chão, do lixo, do próximo e das pétalas.
esqueci as pedras
fui mais vezes à biblioteca e cavuquei segredos que só a alma acolhe.
validei conceitos
enchi tudo de significado
burilei minha consciência crítica
fiquei menos fútil
me juntei as fontes
e fui feliz PARA SEMPRE.

8 comentários:

priscilaluzdias disse...


essa poesia é linda
minha mãe chorou.
e a Briza heim que beleza é essa?
te amo
parabéns

Clarinhaaa disse...

Mas isso é covardiaaaa..
ehehe
ela é um princesaaaa lindaaa!!!

beijos com cheiro de flô de laranjeira!!!

Máh disse...

Zê,

Poesia linda, suas palavras sempre me surpreendem, com a singeleza e suavidade que há nelas.

Te adoro!

bjs, minha deusa!

André Bianc disse...

Querida amiga Poeta Zenilda Lua !!!
Repito: Esta linda poesia de sua autoria, mexeu muito comigo, pois desde o nascimento do meu filho Alex (hoje com 14 anos) precisei desenvolver também meu instinto materno.
Sua Briza é linda..parabéns!!!

Zenilda Lua disse...

RECEBI ESTE EMAIL DA POETÍSSIMA JURACY RIBEIRO dia 17 de maio e não contive-me: Posto por ela.

Zê, juro que tentei postar cinco vezes.
Só dá senha inválida.
Envio aqui:


Esse poema coisa materna é uma coisa mesmo.
Faz a gente rever não só a postura materna, mas a filial também. Nós, enquanto filhos.
E por falar em beleza... Brisa, você só sabe brilhar? Encantar com esse sorriso lindíssimo?
Mais pergunta: teve jabá pra posar com o livro da mama? hihihi
Beijos, gentes bacanas.
Jura.













Conheça meus blogues: Jura em Cy bemol e Soma, o Enigma

Portal de Poesia Ibero_americana, de Antonio Miranda:

Página Juracy Ribeiro

Germina Literatura - Revista de Literatura e Arte: Juracy Ribeiro


Acesse o site da Alice: PAPELICES

Zenilda Lua disse...

E agradecendo aos meus alumiosos querubins: Priscila,Clarinha,André Bianc e Mah Luporini

Com vocês eu vingo flores e tenho em mim todos os sonhos do mundo...
bjz meus amores

mural do ajosan disse...

Ótimo poema, prezada poetisa; tens a poesia nas veias; gostaria de convidá-la a visitar meu blog muraldoajosan.blogspot.com Ficarei muito feliz; abraços e obrigado e parabéns.

zannisp disse...

Se voce não sabe coisas da vida, experimente essa coisa materna e a vida se descortina diante de voce, com suas belezas, suas surpresas e seu eterno brilho....
Dona Lua, voce é um brilho só......
Beijos, com gosto de bolo de banana, que a mãe acabou de tirar do forno.....