terça-feira, 26 de maio de 2009

( de Rosângela Ribeiro)

Procurei
rei de rainha
Laborei
orei aos ares
Transbordei
bordei o dado
Encantei
cantei o conto
Escolhi
colhi teus olhos
Balancei
lancei-me insólita
Aguardando
ando em aguardo.

adorei esse poema da Rô.
Pedi para mim e ela deixou alfazemá-lo.
Ando tão desinspirada
"prestando atenção em cores
que não sei o nome;
Almodovar, Frida Khalo,
meu amor cadê você"?...

Um comentário:

Rosângela disse...

Como é bom o aroma de alfazema em meu poema! Gostei!